jusbrasil.com.br
3 de Março de 2021

Sou advogada, mas estou exausta!😫

Elimine sua autocobrança e crie o caminho certo. Só assim você dará conta.

Thaiza Vitoria, Consultor Jurídico
Publicado por Thaiza Vitoria
há 8 meses

Mergulhadas em múltiplas tarefas, exaustas de dar conta (mesmo estando por um fio), cansadas de “perder a mão,” de sobrecarregar as costas, de travar o pescoço, de travar a mandíbula…consumidas pela culpa e o peso dos julgamentos, e sempre assombradas pela voz algoz que repete: “a esforçada que não deu conta!”👎

Cansadas porque tem ambição, mas desejam equilíbrio. Querem crescer, constituir família e ter felicidade, tudo ao mesmo tempo.🤹🏻

VOCÊ SE COBRA DEMAIS?🥺

Uma advogada não precisa estar bem o tempo todo, mas precisa aprender a estar do seu lado em qualquer situação.

Mas como mudar isso?

Estamos falando de uma realidade que muitas advogadas enfrentam, especialmente as "Doutoras Maravilhas" quando descobrem que tem um "tirano" morando dentro delas.

É um lado que só sabe COBRAR, EXIGIR, e quando recebem elogios, interpretam como falsos ou insuficientes... Uma fala firme e assertiva, mas sem compaixão pelas próprias dores.

Seu maior sonho SECRETO? Poder rir e relaxar enquanto tudo está em ordem, mas ser alegre mesmo na desordem.

A advogada exausta não gosta de se ver vulnerável. Ou é 8 ou 80. Ou é ou não é. Ou faz ou não faz. meio termo é para "mulherzinha"...

Você conhece os sintomas de quem está exausta? Esses são alguns deles:

1) Busca controlar os máximo de detalhes, mora na cabeça e quase não sente o corpo. A lógica cartesiana é muito premiada nos tempos modernos, então, quando se "mora na cabeça", passa-se o dia focada em prazos e tudo que precisa ser resolvido.

Pausas não são permitidas porque o caos pode aumentar. Parece um labirinto sem saída.

2) Evita pedir ajuda, podendo até mesmo se incomodar quando o apoio é insistente. Sempre imagina que vai dar mais trabalho ensinar terceiros ou revisar atividades, do que fazer por si mesma. A advogada exausta acredita que grandes favores são impagáveis, por isso, não os aceita com facilidade.

Costuma "bater no peito" e dizer que ninguém paga suas contas, mas o preço disso é tão alto, mas tão alto, que dificilmente alguém de valor consegue se aproximar...

3) Tem dificuldade de se conectar com os próprios sentimentos e expor suas vulnerabilidades.

4) É uma mulher incrível, mas não consegue estabelecer relações saudáveis em sociedades, parcerias e vida pessoal. Estar solo, advogar sozinha, arrumar tudo em casa, não é um problema em si, e para muitas mulheres, é uma decisão consciente, mas quando se está no modo "advogada maravilha", sem escutar suas necessidades estruturais, pode até se iludir com uma falsa autonomia, mas no fim do dia, seu corpo SEMPRE RECLAMA SUAS DORES.

5) Atrai parcerias infantis e adoecidas. Vira a salvadora de quase todos à sua volta. Atrai estagiários desinteressados, colegas descomprometidos, clientes abusivos, serventuários evasivos...Parece que o mundo está contra ELA! Muitas vezes, parece melhor e mais capacitada do que os outros, o que lhe gera alguma satisfação momentânea, mas quando percebe que "ser a melhor da mesa" lhe deixa com todo peso, começa a refletir sobre o que nela atrai esse padrão...

6) Sua vida se resume a prazos, tarefas e listas...Cochilo à tarde? só se for escondido ou se estiver doente...

7) Leva tudo ao pé da letra. Se irrita com pessoas de ritmo mais lento e com demonstração de sentimentos (tem alergia a "dramas"). O excesso de prazos e compromissos a deixa extremamente irritadiça, faz com que ela fique reativa, raivosa e chorosa (às escondidas), e, ao mesmo tempo, nem imagina onde está o fio dessa novelo...

8) Excesso de brilho e curtidas. Uma advogada que atende as próprias necessidades, NÃO QUER GUERRA COM NINGUÉM, muito menos precisa de números sociais para a formação da sua autoestima. Claro, não vamos ser hipócritas, é sim muito importante receber bons votos sobre nossa fala e trabalho, mas a advogada exausta não consegue se nutrir de elogios e curtidas, no fundo, ela espera receber, mas mesmo recebendo, não se satisfaz.

9) Sabe o que quer, mas ignora o que precisa. Quando está adoecida e com as polaridades trocadas, tende a enxergar metas e desafios, mas ignora sentimentos e necessidades.

O que acontece? Ela não percebe que precisa pausar, esperar, receber apoio, confiar nas pessoas, aceitar outras formas de lidar. Que precisa DESESPERADAMENTE de amor, de carinho e de se relacionar de modo equilibrado e saudável em todos os tipos de relações e ambientes.

Esse "tirano" que mora dentro de uma advogada exausta, tenta controlar tudo e todos para ficar mais fácil de SE CONTROLAR.

Mas no fundo essa advogada diz: eu não quero mais esse crítico dentro de mim, eu não quero mais a dor no meu corpo, eu não quero mais ter que dar conta de tudo, eu quero poder descansar, eu quero ser apoiada, eu quero me sentir protegida. EU NÃO AGUENTO MAIS LUTAR, MEU CORPO DÓI TODO DIA, mas eu não sei como sair disso, se soubesse, já teria saído!

O mundo estaria melhor se todas as advogadas estivessem se tratando bem, e eu digo isso do lugar de quem sabe, depois de perder vesícula, apêndice, enfrentar dezenas de crises de pânico, bornout e muitas perdas pessoais, QUE A MULHER MARAVILHA JÁ NASCEU MORTA! E para começar a reverter esse padrão de guerreira que vive de batalhas para se autoafirmar, te deixo alguns caminhos:

  • Você precisa aprender uma linguagem interna positiva para utilizar em qualquer momento;

  • Entender os passos para perseguir seus objetivos de vida e na advocacia, mas de uma maneira leve, nutritiva e prazerosa;

  • Compreender a fundo o ciclo da autocobrança e como reprogramar a mente para viver uma rotina construtiva;

  • Aprender o que é autocompaixão e descobrir o que precisa fazer para aplicá-la na sua vida a partir de hoje e sempre;

  • Entender como fazer as pazes com o seu feminino, sem perder a força de ação do seu masculino, transformando sua advocacia em um negócio ecológico e lucrativo.

👉É sobre essa jornada que eu, Thaiza Vitoria e Raquel Peres, queremos compartilhar contigo no Workshop Advogadas Exaustas: Elimine sua autocobrança e crie o caminho certo. Só assim você dará conta.

Um Workshop para advogadas que possuem múltiplas demandas, mas que desejam criar uma rotina leve, organizada e bem sucedida, treinando a inteligência emocional para autogestão emocional e produtividade.

Isso pode mudar tudo para você ❤ Serão poucas vagas, faça sua pré-reserva gratuita aqui: https://advocacia360.com/advogadasexaustas/

Dra. Thaiza Vitoria e Dra. Raquel Peres | Ex-Advogadas Exaustas em recuperação por tempo indeterminado.

9 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Disse tudo Dra. ! continuar lendo

Dr. Bruno, que bom te ver por aqui! continuar lendo

Adorei!!! continuar lendo

Que bom, Dra. Camila! Fico feliz que tenha gostado! continuar lendo

Euuuuuuuuuuuuu...kkkkkkkkkkk, ou chorar continuar lendo

Podemos fazer os dois, mas estamos juntas! "Uma advogada não precisa estar bem o tempo todo, mas precisa aprender a estar do seu lado em qualquer situação." continuar lendo

Excelente texto, coloca não só as mulheres advogadas em reflexão, como também nós homens advogado...

Diuturnamente somos assolados pelas cobranças e por responsabilidades que, em verdade, não serão entregues diretamente por nós advogados. Certo é que a advocacia é uma atividade intelectual e de meio, ou seja, necessita-se do outro, que na grande maioria das vezes de chama "juiz" para o alcance pleno da justiça ou do direito perseguido.

Faço as vezes da do enredo do artigo citado para enfatizar a necessidade do operador do direito buscar descarregar-se diante das mais diversas funções, embora deva ser o mais responsável e célere, descanse, atribua a responsabilidade a quem efetivamente é o responsável. continuar lendo

Dr. Alexandre, que bom te ver por aqui! É muito legal ler sua contribuição ao tema, de fato essa problema afeta a todos os colegas e já estamos pensando em contemplar os senhores no próximo workshop! Forte abraço! continuar lendo