jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2019

Mulher, eu te reconheço.

Thaiza Vitoria, Consultor Jurídico
Publicado por Thaiza Vitoria
há 6 meses

Parabenizamos as 3 809 192 893 (nesse minuto que vos escrevo) mulheres pelo seu dia!


Mas antes, preciso que entendam que não estão sozinhas em suas inquietações.

Uma pesquisa recente promovida pela Revista Claudia, identificou que 66% das mulheres não tem tempo livre na semana.

Em outra pesquisa, 42% das mulheres afirmam priorizarem a profissão ao invés da vida pessoal, e não por uma decisão egoísta, mas em razão das necessidades impostas por formatos de trabalho ultrapassados e ineficientes.

Observa-se que a mulher tem a grande habilidade de anular as próprias vontades. Isso decorre principalmente pela dificuldade de dizer não, explicada neurologicamente pela anatomia cerebral feminina mais empática do que a do homem (o que permite exceções).

Esse excesso de empatia das mulheres pode justificar porque “os afazeres domésticos são encargo para 88% das mulheres em jornada dupla de acordo com estudo do IBGE. Já a taxa de homens nessas condições é bem menor: 46%.

A jornada média, entre tarefas da casa e o emprego, é de 56,4 horas por semana entre as mulheres, o que representa cinco horas a mais em relação aos homens que se ocupam dos dois compromissos.

Não é fácil nos mantermos produtivas e focadas depois de deixarmos nosso filho aos prantos na escola.

Também não é fácil sermos questionadas pela maioria das nossas escolhas (se não por todas, inclusive por outras mulheres).

Se está solteira: quando vai casar?

Se está casada: como agradar o marido?

Se está separada: quem deu causa?

Se tem um filho: quando virá o segundo?

Se tem três filhos: quando vai tomar juízo?

Se não tem filhos: como pode ser mulher sem deixar uma semente?

Se anda de calça: parece um homem

Se anda de saia: pode, desde que não muito curta

Se anda de preto: está triste?

Se anda colorida: está querendo causar?

Se alisa: por que não se assume?

Se pinta: por que se esconde?

Se o cabelo é curto: é feminista?

Se o cabelo é longo: é assembleiana?

Descascou a unha: desleixada!

IMC acima de 30: obesa = relaxada

IMC abaixo de 15: pré-suicida

Viajar sozinha: procurar macho

...

A lista é imensa, você pode até contribuir com ela nos comentários, mas agora trago outro dado interessante que revela que 47% das mulheres dizem que tempo livre é UM LUXO, que não faz parte da sua rotina.

As mulheres estão mais cansadas do que há 10 anos, o que se explica pelo novo layout da sociedade e todas as demandas abraçadas pelas guerreiras do novo século.

Partindo para os dilemas profissionais de quem empreende, sejam advogadas, terapeutas, professoras, liberais, ou mesmo que administra o lar, percebemos um padrão muito recorrente de insatisfação com os resultados.

A maior inquietação das profissionais na atualidade é na área financeira, mais especificamente a instabilidade financeira, atribuída em grande parte a fatores externos (desigualdade de gênero, inchaço do mercado, alta concorrência, falta de “QI” e mais umas 177 razões 😊...).

O segundo maior dilema das profissionais da nova era é a organização, principalmente a má gestão dos prazos e compromissos, perda constante de foco, procrastinação, ausência de fluxos de trabalho, dificuldade em contratar bons profissionais e fazer parcerias.

A terceira maior inquietação é o cliente, mas especificamente a dificuldade em prospectar e gerir a clientela.

Outro elemento que aflige a maioria das mulheres é o baixo senso de realização. Aquela velha voz que diz: “ Mas ela tem 10 anos de Advocacia e ainda... Mas ela já tem 30/40/50 anos e ainda...

Os principais padrões emocionais limitantes que identificamos são:

1. Culpa pela ausência

2. Medo do transcurso do tempo

3. Medo do fracasso

4. Medo da escassez

5. Autossabotagem

6. Insatisfação com corpo e aparência

7. Insatisfação com desempenho pessoal e equilíbrio entre os papeis

Então, identificou algo familiar?

Dia da mulher é aquele que ocorre entre uma segunda e outra, com 24 horas de duração, ou seja, todos os dias.

A pergunta da Coach que não quer calar: O que você pode fazer para mudar 1% da realidade que te aflige e que dependa apenas de você?

Eu sempre digo que a condição perfeita é a de HOJE, DE AGORA! Não podemos esperar o corpo X, o salário Y ou a Pós/Mestrado Z para fazer o que tem que ser feito...

Guardem isso no seu coração: NÃO PODEMOS TER O QUE NÃO SOMOS...Isso tem sido uma bússola na minha vida e creio que possa fazer sentido para algumas das senhoras.

Três estratégias serão importantes para que você trace uma nova rota em 2019

1. Faça um inventário: o que mais tem inquietado você?
2. Dessas inquietações, o que depende apenas de você?
3. O que você precisa SER (ativa, amável, organizada, focada, flexível, organizada, prudente, amigável...) para conquistar tudo que deseja TER (corpo de 20, casa própria, carro do ano, viagens com a família, cosméticos, cursos...)?
4. O que você pode escolher praticar agora, todos os dias da sua vida, para te aproximar da realidade que você deseja e merece?

Escreva uma meta: A partir de hoje eu vou fazer_______.

Meu presente para vocês é essa reflexão. Ser mulher é ser A SUA MELHOR VERSÃO.

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

No ano passado 56.847 homens foram assassinados vitimas de Homicídio. No mesmo período 4.648 mulheres vitimas de feminicídio. continuar lendo

Obrigada pela lembrança!
Belo texto! continuar lendo

Bom meu nome é (GISLENE) tenho 34 anos assim porém meus documentos pessoais bancários imobiliários e etc foram falsificados por um casal no qual os dois são casados porém o marido da mulher sismou que eu que me casei com ele o qual procedimento devo fazer pois se constar que me casei algum dia preciso de anulação e não divórcio pois tenho testemunhas que nunca me casei preciso de advogado para esse caso entre outros. continuar lendo