jusbrasil.com.br
19 de Junho de 2018

12 Advogados e R$563 Milhões em honorários...

Thaiza Vitoria, Consultor Jurídico
Publicado por Thaiza Vitoria
há 2 meses

Você chegou a ler essa notícia no jornal de hoje?


Com apenas 12 sócios, o escritório paulista Dias de Souza Advogados Associados vai receber R$563 Milhões por uma única ação em defesa da Copersucar, em relação ao crédito com o Instituto do Açúcar e do Álcool como indenização pelo congelamento de preços lá nos idos da década de 1980.

São mais de 20 anos de tramitação na Justiça, muito trabalho nesse tempo todo, a gente sabe, mas podemos lembrar que o escritório recebe essa bolada toda ainda esse ano e à vista por conta da classificação como verba alimentar. Parece bom, não é?

Mas e você, o que tem feito para elevar seus honorários em 2018, com relação ao ano passado? 1/4 desse ano já se foi, não custa lembrar.

O pagamento da primeira ação da Copersucar em relação ao crédito com o Instituto de Açúcar e Álcool (IAA), como indenização por congelamento de preços na década de 1980, será pago em parcelas às cooperativas e investidores a partir deste ano. O valor é de R$ 5,6 bilhões, com quitação de 15% até dezembro, e o restante em cinco parcelas. Um discreto
Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/financas/5446203/ação-geraomaior-honorario-da-historia ou as ferramentas oferecidas na página.

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Adorei o título. Mas ficaria mais legal (opinião minha), sem "em honorários". Essa parte fica subentendida, já que todos sabemos do que se trata e quem não souber e ficar curioso, terá que ler o artigo pra entender. Uma paráfrase mais eficiente com o filme seria

12 homens e 563 milhões ou 12 advogados e 563 milhões

ou, ainda

12 homens e 563 milhõe$ ou 12 advogados e 563 milhõe$

Seja lá como for, tudo soa muito bem. De vez em quando um de nós, ou 12 de nós, realiza o sonho clássico de patrocinar "a causa". Mas quando "a causa" supera Erin Brockvick, aí já é o céu. O jeito é dizer "amém" colegas!!!!! Uhuuuuu

PS: Vale lembrar que aqui estamos falando de condenação e sucumbência! Gente do céu. continuar lendo

Pois é! Se o honorário contratual tiver sido "ad exitum", faça ideia... continuar lendo